Centre de distribution Blanc Bleu Belge - Belgique

History

Ao longo do tempo: escolhas diferentes... uma única lógica!

Desde o pós-guerra, Achille Cassart foi um dos primeiros criadores a selecionar a conformação e a musculatura na raça BBB.

Fez tal escolha mesmo antes de implementar a cesariana e contra o parecer das autoridades zootécnicas da época. Artois, pai de Valseur, foi também quase recusado pelos especialistas pelo seu excesso de ombro.

Essa estratégia teve sua razão de ser na evolução do mercado de carne: a explosão do crescimento econômico dos anos 50 significou também um forte aumento da procura por cortes nobres.

O preço dos bezerros de musculatura dupla era altíssimo quando o bife com fritas se tornava o prato nacional!

En 1977, quando o gado de musculatura dupla estava em pleno desenvolvimento e a Comunidade Europeia tinha um déficit de carne bovina, Léo Cassart já declarava, num artigo entretanto intitulado Em Ochain querem um Blanc Bleu Belge com mais carne (A Ochain, on veut un BBB plus viandeux): “A seleção deve levar em conta o aspecto qualitativo (conformação e rendimento da carcaça) sem, no entanto, negligenciar os aspectos quantitativos (rusticidade e desenvolvimento)”.

Ainda mais que seu pai Achille, Léo por muito tempo esteve à margem entre os criadores de BBB... ainda que, já há alguns anos, o Herd-book BBB, sobretudo através dos seus presidentes Haufroid e Hocks, tentasse defender ideias semelhantes.

Essa lógica econômica esteve na base da Fabroca. Hoje se devem levar em consideração novos elementos:

  • o surgimento de pratos preparados industrialmente;
  • o aumento na concorrência da América do Sul nos cortes nobres;
  • o surgimento de lojas de departamento como cliente principal;
  • a industrialização da agricultura.

Tais elementos explicam a diminuição da diferença de preço entre cortes nobres e carne industrial. Desde então hoje, o valor de um animal depende mais do seu peso do que da sua conformação. Neste contexto, encontram-se certos bovinos de raça francesa que são vendidos a preços mais elevados tendo a mesma idade que os bovinos de musculatura dupla!

Não é a generalidade, mas está na hora de enfatizar o crescimento... melhorando a rusticidade.

Os locais de criação e de engorda de amanhã serão de tamanho tal que, sem essa rusticidade, serão impossíveis de gerir.

Para alcançar esse objetivo, a Fabroca lhe propõe os maiores touros de musculatura dupla e de origens diversificadas... sem distinção de raça.

Veja, em 60 anos, nada mudou!

KILO D'OCHAIN 1955
VALSEUR D'OCHAIN 1964
DAFYDD D'OCHAIN 2005